quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Simplesmente Ana

Boa noite, leitores!!!

Estou de volta com mais uma resenha. Como vocês viram no post anterior, cheguei essa semana do Rio com muitos novos livros na mala. Não podia ser diferente, Bienal do Livro é praticamente impossível controlar na hora das compras! Mas eu até que me comportei bem e gastei dentro dos limites (ahan). Prometo post de “novo no cantinho” logo!!

Um dos livros que voltou comigo para Barra Mansa foi Simplesmente Ana, da super simpática Marina Carvalho. Já comentei com vocês a minha vontade em conhecer a história, e lá na Bienal achei a oportunidade perfeita para adquirir o meu exemplar e ainda ganhei uma dedicatória muito fofa da autora.

Minha curiosidade foi tamanha, que dentro dos 10 livros pós Bienal que estão aqui em casa, Simplesmente Ana foi escolhido para primeira leitura da semana.

Comecei a lê-lo ontem e... acabei ontem mesmo! Sim, minha gente, um dia!!! 

Querem saber porque?


O que diz a contracapa?

“Um conto de fadas como toda garota sonha viver: lindo, romântico e cheio de fantasias realizadas.

Imagine que você descobre que seu pai é um rei. Isso mesmo, um rei de verdade em um país no sudeste da Europa. E o rei quer levá-la com ele para assumir o seu verdadeiro lugar de herdeira e futura rainha...

Foi o que aconteceu com Ana. Pega de surpresa pela informação de sua origem real, Ana agora vai ter que decidir entre ficar no Brasil ou mudar-se para Krósvia e viver em um país distante tendo como companhia somente o pai, os criados e o insuportável Alex.

Mudar-se para Krósvia pode ser tentador – deve ser ótimo viver em um lugar como aquele e, quem sabe, vir a tornar-se rainha -, mas ela sabe que não pode contar com o pai o tempo todo, afinal ele é um rei bastante ocupado. E sabe também que Alex, o rapaz que é praticamente seu tutor em Krósvia, não fará nenhuma gentileza para que ela se sinta melhor naquele país estrangeiro.

A não ser...A não ser que Alex não seja esta pessoa tão irascível e que príncipes encantados existam.

Simplesmente Ana é assim: um livro divertido, capaz de nos fazer sonhar, mas que – ao mesmo tempo – nos lembra das provas que temos que passar para chegar à vida adulta.”

O que eu achei?

Estou completamente encantada pela história.

Não é segredo para quem me conhece que eu adoro esse tipo de história: leve, descontraída e com muito romance. Adicione então um conto de fadas moderno.

Simplesmente Ana me ganhou com a sinopse. Li a contracapa do livro e já sabia o queria no meu cantinho. E foi exatamente assim, a história me conquistou desde a primeira página e eu, simplesmente, não consegui parar de ler. Li o livro inteiro em um dia e hoje estou aqui... de ressaca literária, matando as saudades dos personagens ao escrever essa resenha para vocês.

Primeiramente, estou cada vez mais apaixonada pelos autores brasileiros. Sim, claro, sou super fã de Marian Keyes, Cecelia Ahern, Emily Giffin, John Green, Matthew Quick.. etc. Mas, gente,  como é bom abrir a página de um livro e ver uma história sendo contada em um cenário familiar.

Várias vezes durante a leitura de Simplesmente Ana me senti “em casa”. Aliás, me identifiquei bastante com Ana, que é mineira de Belo Horizonte (eu sou mineira também e ai de quem fale o contrário...rsss. Brincadeira, sou mineira de coração e de família, nascer no RJ foi apenas um detalhe e tenho tantos familiares em BH que já me sinto da cidade quando chego). Ana também é estudante de Direito (como eu fui e ainda sou... temos que continuar estudando sempre né, mesmo depois de formados). Então, foi uma delícia ler sobre as ruas de Belo Horizonte e sobre a faculdade de Direito.   

A história começa quando Ana, que até então não sabia quem era o seu pai, se depara com uma mensagem que dizia “Desculpe, mas acho que sou o seu pai.”

Ahn? Como assim? Depois de quase 21 anos achando que seu pai não queria saber de sua existência aparece uma pessoa confirmando a paternidade? E mais, ele é... rei?

Isso mesmo, imaginem a confusão. Em pouco tempo, de estudante de direito a Princesa de Krósvia.

De viagem marcada, Ana resolve passar alguns meses no país que também é seu, mas onde nada lhe é familiar. Nem o idioma ela sabe falar, ainda bem que o seu inglês estava em dia.

Aos poucos, Ana passa a conhecer Perla (capital de Krósvia) ao lado de Alex, um mauricinho enteado de seu pai que, no primeiro momento, fez questão de mostrar que não estava gostando nada nada da presença de Ana no Palácio.

Cada vez mais próxima dos funcionários do Palácio, de sua nova família e até, vejam só, de Alex, Ana passa a conhecer um lado seu que até então não tinha sido revelado. A metade de sua ascendência, antes desconhecida, estava sendo resgatada pouco a pouco e, com o coração dividido entre o Brasil e Krósvia Ana precisa decidir: Princesa de Krósvia ou... simplesmente Ana.

Para mim, Simplesmente Ana tem tudo para conquistar os corações dos leitores (o meu foi certeiro): amor, amizade, família, decisões a serem tomadas, A Droga da Obediência, brigadeiro, Bon Jovi, Minas Gerais, pão de queijo, Jota Quest, surpresas e, é claro, conto de fadas!

Agora, como isso tudo pode caber em uma só história? Só lendo para saber!!!

Eu adorei e recomendo a todos!!

Boa leitura,


Mari


Nome: Simplesmente Ana
Autor: Marina Carvalho
Editora: Novo Conceito
Ano da edição: 2013
Páginas:301

20 comentários:

  1. ainda não tinha ouvido falar desse livro, mas sua resenha ta tão boa que eu me senti na obrigação de lê-lo HAUHAUHAUHAU quando eu terminar minha lista interminaiveis de livros, com certeza vou dar uma chace pra esse <3
    beijos, fb
    alemdos4olhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Dani!! Jura que gostou da resenha??? Muito obrigada!!

      E obrigada também pela visita!!

      Beijos

      Excluir
  2. Nossa pela resenha este livro deve ser fantástico, com certeza irei ler...
    FB
    http://amytagava.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gostei Tuane!! Espero que goste também!!

      Beijos

      Excluir
  3. Não tinha ouvido falar ainda mais fiquei louca para ler *---*
    Estou lendo um agora mais quando eu terminar com certeza vou procurar para ler!
    Beijos Linda Sucesso você merece ;*
    *BR*
    http://debatomvermelhoo.blogspot.com.br/
    Facebook: https://www.facebook.com/DeBatomVermelhoo?ref=hl
    Youtube:http://www.youtube.com/channel/UCZhDEOgg0gwkU4W64-pkUPA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Thina!!! Ta lendo o que?? Me conta?!!

      Obrigada!!

      Beijos

      Excluir
  4. Vou falar: quando eu soube de Simplesmente Ana, eu tive um pouco de resistencia ao livro porque me lembrou muito "Diário da Princesa" da Meg Cabot, mas agora você me convenceu um pouco a dar uma oportunidade ao livro, Mari. Não sei se vou lê-lo agora, mas com certeza vou colocá-lo na lista.


    http://elaqueescreve.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Débora, a princípio a história me lembrou o Diário da Princesa pela temática... uma menina se descobre princesa! Mas é o desenrolar da história que eu gostei, uma cultura brasileira adiciona à família real... bem legal! Eu gostei!!

      Beijosss

      Excluir
  5. Adoorei essa resenha!
    E o livro parece ser muito bom, bem o meu estilo adoro historias românticas!
    To louca pra ler!
    Nathy
    FB
    http://modaeisaquestao.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também adoro histórias românticas!!!

      Beijinhos

      Excluir
  6. Oie!! que legal adorei, é tão bom quando agente se identifica tanto com a leitura, assim como você já li livros em um dia e comigo é difícil isso acontecer, tem que ser muito bom ;) e esse livro parece ser bem interessante. Parabéns por gostar de ler é tão difícil hoje em dia.
    Beijos

    FB
    Blog (Divas 4Ever) - Grupo (Mania de Blogar) - Face

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Lê!! Adorei sua visita e seu comentário!! É assim mesmo, quando a gente se identifica com o livro a leitura flui...

      beijinhos

      Excluir
  7. Poxa, que resenha fofa! Deu pra sentir seu entusiasmo daqui, aquela emoção de ter amado de paixão a história. Eu adoro quando isso acontece porque tudo fica mais dinâmico e interessante.

    Beijos!

    FB http://sacudidordepalavra.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Iago!! Tudo bem???

      É muito bom quando isso acontece, né? Estou dando sorte, só ando lendo bons livros!!!

      Beijoss

      Excluir
  8. Eu já li diversas opiniões contrárias sobre esse livro, confesso que, a cada resenha que eu leio e vejo pessoas apaixonadas por essa história, eu fico com ainda mais vontade de ler. Eu não tenho muito contato com livros nacionais, não por não gostar, é que são poucos pelos quais eu me interesso, isso de preconceitos com os nacionais é muito fail. Por último, eu adoro essa capa, acho super linda.

    bjks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Ju!!

      A capa é linda mesmo né?? Realmente literatura internacional é mais presente nas estantes, mas acho que isso está mudando aos poucos... os autores nacionais merecem nosso amor e nossa admiração!!

      Beijos e muito obrigada pela visita!!

      Excluir
  9. Já li tantas resenhas desse livro, que j´[a estou desejando ele <3333 UIAHSIUASHIUASIHAIS, é verdade. *-*

    Beijinhos. (BR)
    www.november92.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que bom, Lu!!! Quando ler me conta se gostou!!

      Beijos

      Excluir
  10. Nossa não conhecia este livro mais fiquei louca pra ler pela resenha !

    Simplismente Ana .

    Beijos -BR

    anacarolflowers.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana!!! A história é fofa né?! Espero que goste!!!

      Beijos

      Excluir

Amigos leitores, sintam-se a vontade para comentar o post. Peço que, por favor, ao tecerem os comentários, não utilizem palavras e expressões que possam ofender os demais. Obrigada.